Terminal leva 4 linhas de ônibus às Malvinas

Programado para ser inaugurado na quinta-feira da próxima semana, o Terminal Integrado de Passageiros do bairro das Malvinas, que começou a ser construído em novembro do ano passado, vai oferecer aos usuários quatro linhas de ônibus urbanos, além de acesso ao sistema de integração temporal disponível no município. A proposta é oferecer transporte coletivo a pelo menos 60 mil pessoas que moram no bairro e precisam se locomover diariamente utilizando o transporte.

Segundo Araci Brasil, gerente de transportes da Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP) de Campina Grande, terão acesso ao terminal os veículos que circulam nas linhas amarela e laranja, além dos que fazem a rota 263 e 245, sendo que como o último está inserido no sistema de integração temporal, ele não circulará dentro do terminal, mas estará integrado às linhas que darão acesso ao local. Contudo, ainda este ano o bairro ganhará uma nova linha temporal, a TP-26 que dará acesso ao interior da nova integração.

“Esse novo terminal irá beneficiar além das pessoas que moram nas Malvinas, ainda quem vem do Mutirão e de São José da Mata, que por exemplo, vão para o Hospital de Trauma. Até então, esses usuários precisam vir para o Centro, para trocar de ônibus e só assim se dirigir à Alça Sudoeste, que hoje abriga grande parte da população de Campina Grande. A partir do funcionamento do Terminal das Malvinas, isso vai acabar, porque as pessoas poderão ir direto para esse novo local, ou utilizar a integração temporal que também iremos implantar em uma nova linha”, explicou Araci Brasil.

Com o funcionamento desse novo terminal, o tempo de viagem de vários usuários também irá diminuir. Segundo a gerente de transportes da STTP, os usuários que vêm do Mutirão chegam a levar mais de uma hora para chegar em alguns destinos, o que será consideravelmente reduzido após o funcionamento da nova área integrada de transporte. “A frota será mantida, mas com a possibilidade dos usuários terem acesso a mais ônibus de rotas diferentes, o tempo de viagem será reduzido em muitos minutos.

Quem vai do Mutirão para o Trauma, por exemplo, não levará mais de 15 minutos”, projetou.

O secretário de Obras de Campina Grande, André Agra, explicou que os trabalhos no local estão próximos de ser finalizados, apesar da necessidade de ter sido acrescida ao projeto inicial a construção de um binário. Segundo ele, essa nova via irá melhorar o fluxo dos veículos, uma vez que é preciso oferecer pista exclusiva para os ônibus que realizam o transporte de passageiros. “O investimento da Prefeitura de Campina Grande chega a R$ 800 mil nessa obra. Acrescentamos vias laterais e também pontos que eram necessários para melhorar o fluxo viário”, disse André.

Além desse novo terminal de integração, Campina Grande poderá ganhar mais oito novos locais de utilização de transporte coletivo a partir do próximo ano. Segundo estudos do projeto de mobilidade do município, a intenção é oferecer mais quatro terminais para ônibus urbanos, e mais três para veículos que fazem transporte intermunicipal de passageiros. Segundo Araci Brasil, os bairros do Catolé, Cidades, Três Irmãs e Catingueira, são os que têm mais chances de serem contemplados, enquanto que nas vias de acesso a São José da Mata, Lagoa Seca, Ligeiro e BR-230, podem ganhar os terminais interestaduais.

The way you walk
christina aguilera weight loss How to Choose a Tie

Time favorite item of clothing
weight loss tipsThree Debt Free Stocks With Lots of Cash and a High Yield