Recife aprova videomonitoramento no trânsito, e projeta estender ação de fiscalização na cidade

Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) faz balanço positivo: em um ano, uso de câmeras ajudou a melhorar o trânsito na capital pernambucana

 

Recife quer estender a fiscalização de trânsito por videomonitoramento a outras vias da cidade.

O controle do tráfego, que permite aplicar multa quando uma infração é detectada por meio das câmeras, foi aprovado pela Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) após um ano de funcionamento. A Autarquia iniciou em maio de 2017 o trabalho de videomonitoramento em 10 pontos da capital.

Em balanço apresentado pelo órgão municipal, o uso de câmeras auxiliou na melhoria do trânsito, garantiu mais segurança e ajudou na diminuição em 87% das autuações.

Para o gerente-geral de Fiscalização e Operação da CTTU, Fabiano Ferraz, os resultados obtidos foram excelentes, principalmente pela queda de infrações.

Isso mostra que os condutores estão mais cautelosos. E temos conseguido diminuir o número de acidentes com vítimas”, disse o gestor ao jornal Folha de Pernambuco desta terça-feira, dia 8 de maio.

No momento a CTTU projeta estender o programa de videomonitoramento à Estrada dos Remédios. Segundo Fabiano Ferraz, “Estamos realizando estudos e análises para ampliar o recurso, apesar do momento financeiro não estar mais favorável. De certeza, só a Estrada dos Remédios, em mais de um ponto da via. Mas ainda vamos analisar e validar o projeto da equipe técnica”. De acordo com o gerente, “há cruzamentos por lá com grande incidência de descumprimento de leis. Tem gente que para três minutos e acha que não está cometendo uma infração”.

O videomonitoramento foi inicialmente implantado em dez pontos de Recife, e posteriormente, a pedido do Grande Recife Consórcio de Transporte, foi estendido à avenida Caxangá (zona Oesta), entre o Caxangá Golf Club e o Terminal Integrado, na Várzea. O objetivo foi reprimir as invasões do corredor de BRT.

BALANÇO DE MULTAS

De acordo com o balanço da CTTU, em um ano de videomonitoramento foram emitidas 4.990 multas nos dez pontos de fiscalização.

A infração mais cometida foi a de estacionamento em local irregular, com 2.356 notificações (47,2% das autuações). A seguir, vem estacionar sobre a calçada (1.293 multas, ou 25,9% do total), e fazer conversão proibida, com 530 notificações (10,6%).

No cruzamento da avenida Recife com a rua Capitão Jacinto da Cruz, no bairro de Areias (Zona Oeste), houve queda de infrações superior a 90% no período de um ano. No primeiro mês da fiscalização foram 122 notificações, que caíram para apenas 9 em abril passado.

Fonte: Diário do Transporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *