Município nordestino contrata mototaxistas para realizar entregas e evitar que pessoas saiam de casa

A prefeitura municipal de Castro Alves no Recôncavo Baiano, adotou diversas medidas para conter a disseminação de coronavírus na cidade. Decretos com determinação do fechamento parcial do comércio e obrigatoriedade do uso de máscaras estão entre as ações, que foram aplicadas no município.

Na última semana a gestão municipal contratou aproximadamente 30 mototaxistas para realizar entregas a domicílio, e evitar que cidadãos que desejam comprar itens no comércio local saiam de casa sem necessidade.

O serviço de delivery não tem custos para comerciantes e clientes e está sendo custeado 100% pela prefeitura. Segundo o prefeito, Thiancle Araújo, o serviço de entrega beneficia também estabelecimentos em funcionamento restrito, que só podem realizar suas atividades exclusivamente por meio da entrega, como restaurantes e bares. Além disso, clientes só precisam sair de casa em situações de extrema necessidade, o que diminui a circulação de pessoas nas ruas da cidade.

As entregas têm um custo médio de R$ 10,00. “Cada mototaxista receberá cerca de R$300 por mês, o que já auxilia a composição de renda desses profissionais. Para a realização da atividade, entretanto, passamos todas as orientações sobre proteção individual e higienização de itens no ato da entrega dos produtos”, afirmou o prefeito.

vozdabahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *