Crise: Veleiro entra em acordo com funcionários para regularizar salários em Alagoas

Reunião de conciliação entre empresários da Veleiro e rodoviários foi realizada na Superintendência Regional do Trabalho em Alagoas – Foto: Divulgação

Trabalhadores rodoviários e representantes da Veleiro participaram nesta sexta-feira (7) de uma reunião na Superintendência Regional do Trabalho que terminou com um acordo para que a empresa cumpra um cronograma de pagamento dos salários devidos.

A audiência durou cerca de 4 horas e contou com representantes do Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário de Alagoas (Sinttro) e da direção da Veleiro. Ela foi mediada pela Superintendência Regional do Trabalho, por meio do superintendente Victor Cavalcante.

Desde o mês passado, os funcionários da Veleiro cobram a regularização do pagamento dos salários. Nos dias 16 e dia 21, eles paralisaram as atividades deixando 15 linhas da capital alagoana sem serviço de ônibus.

MPT discute direitos trabalhistas dos funcionários da Veleiro

O superintendente explicou que a empresa se comprometeu, através de um acordo homologado, que vai cumprir o cronograma de pagamento que foi ajustado durante a reunião junto com os representantes da categoria.

“O pagamento tem que ser cumprido, sob pena de multa a ser revertida em favor dos trabalhadores, além de estabilidade de 45 dias para todos. Já os empregados garantiram no acordo que não haverá paralisação pelos próximos 90 dias”, informou o superintendente.

A empresa de ônibus Veleiro, que presta serviço para o sistema de transporte público de Maceió, vem enfrentando problemas financeiros que se agravaram nos últimos meses, geraram protestos e paralisação dos serviços.

No dia 21 de janeiro, a SMTT lacrou 49 ônibus da Veleiro com idade acima da permitida alegando que os veículos não cumpriram a idade máxima da frota.

No dia seguinte, a superintendência publicou uma portaria que passou para as concessionárias Cidade de Maceió, São Francisco e Real Alagoas a operação de quatro linhas da empresa.

Após recomendação do Ministério Público Estadual, a SMTT revogou a portaria e os ônibus voltaram a circular no dia 3 deste mês.

A empresa é responsável pela cobertura de 15 linhas da capital conta atualmente com 600 trabalhadores.

Empresa é responsável pela cobertura de 15 linhas de ônibus na capital – Foto: Karina Dantas/G1

Veja mais notícias da região no G1 Alagoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *