COMTRANSLEGAL | Brasília inicia campanha contra abuso sexual nos ônibus urbanos

Brasília inicia campanha contra abuso sexual nos ônibus urbanos

SEST SENAT participa de projeto em parceria com a NTU; turma piloto de capacitação a motoristas e cobradores tem início em junho

O lançamento da campanha “Ônibus é lugar de respeito! Chega de Abusos!” aconteceu em um dia simbólico: o Dia Internacional da Mulher. A iniciativa da NTU (Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos), que conta com o apoio do SEST SENAT, da UNFPA/ONU (Fundo de População das Nações Unidas) e do GDF (Governo do Distrito Federal), tem como mote o enfrentamento aos casos de abuso sexual dentro dos ônibus urbanos.

A campanha foi lançada em Brasília (DF), no Palácio do Buriti – sede do governo local, nesta quinta-feira (8). Além de cartazes nos ônibus, folhetos para distribuição a bordo e nos terminais de passageiros, busdoor (com a opção de conteúdo para uso interno e externo) e colocação de adesivos nos cerca de 3.000 veículos da capital federal, a iniciativa também inclui o curso que aborda formas de combate e atuação contra o abuso sexual no transporte coletivo urbano, oferecido pelo SEST SENAT para cobradores e motoristas.
“É muito importante participar desta campanha. A população precisa estar consciente de que o ônibus é um lugar de respeito. O abuso não pode ser tolerado. A convivência nesses veículos precisa ser pacífica”, avalia o presidente da CNT e dos Conselhos Nacionais do SEST e do SENAT, Clésio Andrade.
A turma piloto será iniciada no dia 18 de junho na unidade de Samambaia/DF e visa capacitar motoristas e cobradores das cinco empresas de ônibus urbanos de Brasília: Viação Marechal, Viação Piracicabana, Expresso São José, TCB e Urbi. Os profissionais atuarão como multiplicadores nos próximos treinamentos, que devem ocorrer a partir do segundo semestre em todas as unidades do país.
A capacitação será basicamente vivencial, com técnicas sobre como os motoristas e cobradores poderão lidar com os casos de assédio dentro dos veículos. “Nem todos sabem como agir no momento do abuso dentro do ônibus. A reação das pessoas é muito variada. O abusador pode se sentir constrangido, mas também pode reagir de forma violenta. Por isso, é preciso que os profissionais do transporte estejam bem preparados para lidar com esse tipo de situação”, explica o presidente do conselho-diretor da NTU, Eurico Galhardi.
De acordo com o presidente do Conselho Regional Centro-Oeste do SEST SENAT, José Hélio Fernandes, a instituição tem papel essencial no processo de combate ao abuso sexual. “Promovemos a capacitação de cobradores e motoristas, e eles precisam estar preparados para lidar com situações conflituosas. Brasília é pioneira em mais um projeto de sucesso.”
A diretora-executiva nacional do SEST SENAT, Nicole Goulart, participou do lançamento da campanha e disse que a intenção é estender a capacitação para um número cada vez maior de unidades em todo o país. “Sabemos da nossa responsabilidade no combate aos casos de abuso sexual nos ônibus urbanos e acreditamos que essa campanha será muito importante para combater esse problema”, afirmou. No total, cerca de 2.000 profissionais devem ser capacitados somente em Brasília.
Fonte: CNT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *